GoioNEWS - O Jornal Eletrônico de Goioerê e Região

Terça, 17 de Julho de 2018
  • :
  • :
siga-nos

Eu determino a bênção!

13/01/2018

Pr. Pedro R. Artigas
Igreja Metodista

Hoje é prática corrente em muitas denominações cristãs o determinar à Deus a bênção. Infelizmente temos mudado a doutrina consagrada e podemos afirmar em paralelo com a Constituição dos Países entre eles o nosso, que é clausula pétrea, ou seja, não pode ser alterada de jeito nenhum, que Deus é Senhor e nós seus filhos, ou servos, ou ainda criaturas feitas a sua imagem, conforme sua semelhança.
Ora em qualquer uma das situações, seja de filho, servo ou criatura, não temos autoridade de determinar nada ao Senhor Deus, assim como não podemos determinar aos nossos pais, patrões, ou como antigamente aos senhores que nos haviam comprado. Existe um fato que todos reconhecem e até nos animais isso é reconhecido, que existe um que lidera e mantém todo grupo junto e onde todos buscam o que vamos chamar de felicidade do conjunto. Esse fato é reconhecido por todas as religiões, e é seguido e obedecido por todos os fiéis que ali congregam, só no cristianismo atual é que estão tentando mudar essa regra fundamental.
Seria como afirmar que existem alguns que são mais filhos, servos ou criaturas que detém mais direito sobre o Senhor e por isso pode mudar o lado da autoridade. Isso não acontece nem nas estórias de ficção, nem nas lendas, mas está se procurando fazer no ato de ser cristão.
Outros ainda mais audazes como que procuram vender as bênçãos, então afirmam que se a oferta for de grande valor Deus os ouvirá com mais brevidade e com mais poder, também é falaciosa essa falsa verdade. No Evangelho de João capítulo 14, versículo 13 Jesus ensina: “se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei”. E continua no versículo 15: “se me amais, guardai os mandamentos”. Vemos que aqui está um condicionante, é necessário obediência aos mandamentos ordenados por Jesus e descritos por todo o Antigo Testamento para termos livre acesso ao Pai. E o ato de determinar creio que foge desse conceito de obediência.
Também como disse no início somos feitos a imagem, mas a semelhança tem uma palavra que diz conforme, e está descrito no livro de Gênesis capítulo 1, versículo 26: “e disse Deus: façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra”. E o versículo 27 confirma que temos a imagem de Deus: ”e criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou homem e mulher os criou”. Como podemos analisar todos se dizem a semelhança, mas temos somente sua imagem, o pecado nos fez perder a semelhança, conforme está também no Gênesis capítulo 2, versículo 17: “mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. Isto posto a Adão que ao comer do fruto da árvore ele fez com que toda raça humana perdesse a semelhança com Deus, pois como o apóstolo Paulo ensina em Efésios capítulo 2, versículos 1 a 5: “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,
em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência;
Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.
Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,
Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)”.
Muito bem, se foi através de Cristo que tornamos a ter a semelhança, como podemos então ordenar qualquer coisa para aquele que nos devolveu a vida, outrora tirada? Não é contrassenso? Precisamos resgatar a pura fé que deveria haver em nossos corações para que sejamos atendidos e ouvidos pelo grande amor de Deus. Jesus no Evangelho de João nos diz que Ele veio para que tenhamos vida, e a vida com abundancia, e isso só pode acontecer se tivermos obediência aos seus mandamentos, e se formos fiéis aos seus ensinamentos. Precisamos resgatar o amor e a fé para que tenhamos acesso às suas bênçãos maravilhosas, é hora de voltar e amar, e sobretudo crer. Shalon.



Leia Também



Enviar por email

Envie Eu determino a bênção!
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GoioNews.
Copyright © 2004 - 2020 GoioNews.