GoioNEWS - O Jornal Eletrônico de Goioerê e Região

Quinta, 23 de Novembro de 2017
  • :
  • :

Rapaz que foi morto após falsa acusação de estupro foi exumado

05/01/2012
                 O Instituto Médico Legal de Campo Mourão exumou na manhã de terça-feira, 3, o corpo do adolescente Héder dos Santos, 17 anos, que morreu na segunda-feira da semana passada, após passar quase um mês com uma bala alojada na coluna vertebral. A exumação foi feita a pedido da justiça, para que o projétil fosse retirado do corpo do rapaz e facilitasse o esclarecimento do crime. 
                Tudo leva a crer que o rapaz foi baleado por causa de uma falsa acusação de estupro contra ele. É que dois dias antes de ser baleado, no final de novembro, duas meninas, de 11 e 12 anos, o acusaram de estupro.
                Mas ao serem encaminhadas para a delegacia, as duas menores foram logo desmascaradas. “Pela experiência que temos, foi possível identificar claramente que elas estavam criando um fato. Tanto que, ao serem submetidas a exames, ficou claro que elas eram virgens e nem mesmo possuíam marcas pelo corpo, que justificasse qualquer tipo de tentativa de violência por parte do rapaz”, disse a delegada Maria Nysa Moreira Nani. O crime chocou a cidade e revoltou a família do rapaz.
                A delegada disse que tem pressa em elucidar o crime para ao menos trazer um pouco de alento à família da vítima. “Sabemos que a mãe não poderá mais ter o filho de volta, mas a prisão do responsável por esse crime certamente vai proporcionar um pouco de conforto à família”, afirmou a delegada. Ela disse que a polícia já apreendeu duas armas e algumas cápsulas para análise, além de dois suspeitos que estão presos. “Agora esse projétil retirado do corpo da vítima será encaminhado para uma investigação cientifica para que possamos confrontar com as armas apreendidas e saber qual dos suspeitos presos é o autor dos disparos”, argumentou.
                Segundo a delegada, devido a posição em que a bala ficou alojada no corpo da vítima, o IML encontrou dificuldades para fazer a retirada durante a necropsia da semana passada. “Por isso foi feito o sepultamento para que depois de alguns dias esse trabalho ficasse mais facilitado, como aconteceu hoje (ontem). Em poucos minutos o projétil foi retirado apenas com o uso do bisturi.”
                .
                O CRIME - A falsa denúncia contra o rapaz aconteceu no dia 26 de novembro. As duas meninas estariam em um campo de futebol em companhia de outros jovens, quando a menor de 11 anos saiu correndo, dizendo que fora vítima de tentativa de estupro. A Polícia Militar foi acionada e as duas meninas foram encaminhadas ao Conselho Tutelar, que as acompanhou até a Delegacia da Mulher, onde foi registrada a queixa. Em depoimento à delegada, as meninas entraram em contradição e confessaram que haviam mentido.
                Santos chegou a ser detido pela PM, mas foi liberado. No entanto, dois dias após a falsa denúncia de estupro, o adolescente trafegava em uma moto quando foi atingido por tiro, disparado segundo testemunhas, por dois homens que ocupavam uma motocicleta. Para a delegada, o crime pode estar ligado diretamente à falsa denúncia. “É muita coincidência esse atentado acontecer dois dias depois dessa denúncia”, diz a delegada. As duas meninas estão sendo acompanhadas pelo Conselho Tutelar e devem ser punidas com medidas socioeducativas (Fonte: Tribuna do Interior).
 




Enviar por email

Envie Rapaz que foi morto após falsa acusação de estupro foi exumado
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GoioNews.
Copyright © 2004 - 2020 GoioNews.