www.goionews.com.br



Guitarrista ruim é morto com 50 facadas pela própria banda
13/06/2018

                            A vocalista de uma banda adolescente de metal gótico e seu irmão esfaquearam o guitarrista do grupo dezenas de vezes por não tocar bem o suficiente, disse a polícia italiana nesta sexta (12). A polícia de Gênova disse que a vítima, de 16 anos, continua hospitalizada, mas não corre risco de morte. 

Ele foi atacado na noite de sábado (6), após o ensaio da banda Soul Cry, em Sestri Ponente, uma pequena cidade próxima a Gênova. O guitarrista foi esfaqueado cerca de 50 vezes, a maior parte delas nas costas e na cabeça, disse a policial Alessandra Bucci em Gênova.
A cantora de 18 anos Cristina Balzano e seu irmão de 16 anos, o baixista da banda, foram presos sob a acusação de tentativa de homicídio premeditado. Durante o ensaio, os membros da banda acusaram o vítima de tocar mal, disse a polícia; O ataque ocorreu momentos depois, em um beco.
Balzano foi encontrada pela polícia segurando uma faca de cozinha com uma lâmina medido 18 cm, ao lado do irmão e do guitarrista, que estava caído em uma poça de sange, disse Bucci.
“O motivo do crime (por mais absurdo que seja) aparentemente é o fato de que a maneira que o meu cliente tocava seu instrumento não satisfazia os dois”, disse Giuseppe Maria Muscolo, advogado da vítima.
A polícia disse ter encontrado uma nota que o baixista havia escrito para a vítima dias antes do ataque, onde estava escrito: “Eu estou preparando um belo funeral para você”.
Balzano disse inicialmente que ela estava tentando impedir a vítima de suicidar-se, segundo Bucci. Depois, recusou-se a responder as questões dos investigadores. O irmão acusou a cantora de ser a única culpada pelo crime
Os advogados dos suspeitos não foram encontrados para comentários, mas o jornal genovês “Il Secolo XIX” citou declarações dos advogados de Balzano, que diziam que ela não lembrava de nada e que pediriam uma avaliação psicológica da garota. (G1).

 



Copyright © 2004 - 2018 GoioNews.